Vagas específicas para negres, indígenas e quilombolas em 2022 na UFSC

16/12/2021 14:37

A Comissão Permanente do Vestibular (Coperve) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) publicou nestas segunda e terça-feira, 13 e 14 de dezembro, os editais para cinco processos seletivos e concursos complementares ao Vestibular UFSC 2022.

As inscrições para todos esses processos seletivos poderão ser feitas de 04 a 20 de janeiro de 2022, exclusivamente pela internet.

Cada concurso terá um site específico onde, além das inscrições, os candidatos realizarão procedimentos como correção de dados da inscrição e apresentação de recursos, receberão informações de confirmação de inscrição, locais de provas, editais complementares e avisos. Os resultados dos pedidos encaminhados e as listas de classificados também serão publicados nestes sites. Saiba mais aqui ou diretamente no link:

Em caso de dúvidas sobre estes editais, acesse as Perguntas Frequentes ou entre em contato com a COPERVE.

A equipe da COEMA está disponível também para acolher estudantes indígenas, quilombolas e negres, pelo e-mail coema.saad@contato.ufsc.br ou pelo Whatsapp Businesses: 37216095.

Título de Doutora Honoris Causa à Antonieta de Barros

09/12/2021 11:56

A Secretaria de Ações Afirmativas da UFSC apoia a solicitação de concessão de titulo de Doutora Honoris Causa à educadora, política, intelectual e mulher negra catarinense Antonieta de Barros!
A votação ocorre amanhã, dia 10/12, a partir das 14h dentre outras pautas do CUN.

Acompanhe pelo canal🗣️ https://www.youtube.com/c/ConselhoUniversit%C3%A1rioUFSC

Presidentas(es) de Validação PPN avaliam 2021

08/12/2021 18:33

No dia 03 de dezembro reuniram-se presidentes(as) das comissões de validação das autodeclarações raciais (de estudantes pretos e pardos) para uma avaliação do trabalho em 2021 e planejamento 2022. Foram levantadas questões referentes ao papel de controle social das bancas de heteroidentificação na UFSC e a importância de alguns ajustes para o próximo ano, considerando a importância da manutenção do atendimento remoto. Além disso, surgiu o encaminhamento de que seja produzidos vídeos institucionais tanto de valorização das cotas raciais quanto de orientação aos candidatos que passam por validação. Os encaminhamentos serão levados a frente, pela equipe COEMA, em diálogo permanente com os campi.

 

Registro do encontro, com presença de Iclícia Viana, Anne Moraes, Luiza Abreu, João Matheus Acosta Dallmann, Ana Paula Aguiar, Ketlin Schineider, Leila Melo, Marilise L. Martins dos Reis Sayão

COEMA sedia evento no Mês da Consciência Negra, contempla debates e participações de referências na luta anti-racista

06/12/2021 10:18

A Coema (Coordenadoria de Relações Étnico Raciais e Mobilidade Social), setor recém instituído na Universidade Federal de Santa Catarina, promoveu durante os dias 29 e 30 de novembro o primeiro evento público em conjunto com a comunidade universitária.

No primeiro dia do evento, a atividade “O Novembro Negro: enfrentamento ao racismo institucional” contou com diversos coletivos da luta anti-racista presentes, entre eles o Movimento Negro Unificado (MNU), Coletivo Kurima, Coletivo 4P – Poder Para o Provo Preto, Grupo de Pesquisa Alteritas, Coletivo Orí de Psicologia, Coletivo Negro de Serviço Social Magali da Silva Almeida, Coletivo Curitiblack, e NEABI ARA.

Os coletivos convidados defenderam seus objetivos junto à coordenadoria, salientando a importância de políticas de enfrentamento ao racismo e de um trabalho coletivo e multicampi na Universidade Federal de Santa Catarina.

Além disso, a COEMA reiterou a importância de ações institucionais que auxiliem lado a lado ao público estudantil a tarefa da luta anti-racista, acolhendo todos dentro da esfera acadêmica.

Já no segundo dia, o evento foi transmitido via Youtube no canal da SAAD (Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades), as palestrantes abordaram temas de resistências negras nos espaços de poder: o legado de Antonieta de Barros e O papel da universidade para o povo preto – entre avanços e desafios.

Convidadas de referência na luta anti-racista na cidade de Florianópolis como a autora Jeruse Romão, articulou sua obra “Antonieta de Barros: Professora, escritora, jornalista, primeira deputada catarinense e negra do Brasil” em junção com a professora e doutoranda em Educação na UFSC/Grupos Literalise e Alteritas, Zâmbia Osório dos Santos.

Na mesa redonda, os debates apresentados questionaram os desafios atuais no ensino superior, com as convidadas Profª Drª Francis Tourinho – Secretária de Ações afirmativas da UFSC, Profª Ms Andreia Sousa da Silva – Docente em Biblioteconomia e membro do NEAB/UDESC e Joyce Santos – Graduanda do Curso de Serviço Social da UFSC e membro do Coletivo Magali.

As participantes ressaltaram a importância do debate e enfrentamento ao racismo, inclusão dos estudantes negros, negras e negres nas discussões e espaços de fala dentro da instituição. A bagagem histórica das integrantes conduziu o público a questões como o mito da democracia racial, miscigenação, identidade étnica, ancestralidade, hegemonia e segregacionismo.

Para as medidas futuras, as cotas e políticas de ações afirmativas foram colocadas em pauta, já que a Lei de Cotas, que completará uma década em 2022, será avaliada pelo Congresso Nacional.

A nova coordenadoria se comprometeu com o contexto social e político de estudantes pretos, pardos, indígenas, quilombolas e baixa renda, ao assegurar fortalecer a identidade e visibilizar, de igual para igual, todos os grupos.

Os participantes que preencheram suas inscrições terão acesso aos certificados.

Reprodução por Luiza Abreu 
Estagiária de Jornalismo 
Coordenadoria de Relações Étnico Raciais e Mobilidade Social (COEMA)

 

Imagens por Iclícia Viana

 

 

Repúdio ao ato de racismo contra Coletivo Negro de Estudantes de Serviço Social Magali da Silva Almeida

29/11/2021 12:52

A Coordenadoria de Relações Étnico Raciais e Mobilidade Social (COEMA) da Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades da UFSC (SAAD) repudia a ação racista ocorrida no dia 26 de novembro de 2021 durante a atividade on-line promovida pelo o Coletivo Negro de Estudantes de Serviço Social Magali da Silva Almeida e confirma presença na reunião junto à coordenação do curso de Serviço Social hoje, dia 29 de novembro, para a discussão sobre os encaminhamentos institucionais frente ao caso.

Convite aos estudantes indígenas e quilombolas

24/11/2021 11:21

A nova coordenadoria COEMA convida estudantes indígenas e quilombolas da UFSC para o encontro de avaliação anual e planejamento para 2022 sobre o acesso e permanência estudantil na graduação e pós graduação.

O encontro acontece para cada grupo, especificamente. Para quilombolas o encontro ocorrerá dia 07/12 das 14h às 15h30 e para indígenas, dia 08/12, das 14 às 15h30. O objetivo da equipe COEMA é apresentar propostas de ação a partir das demandas que já são conhecidas e conhecer demais demandas que possam existir.

Para ter acesso ao link do encontro e ao grupo do WhatsApp, é possível solicitar por e-mail: indigenas.saad@contato.ufsc.br/ quilombolas.saad@contato.ufsc.br

Novembro Negro e o enfrentamento ao racismo institucional

16/11/2021 12:48

Em convergência com o Mês da Consciência Negra, diferentes ações vêm sendo desenvolvidas na UFSC!

Em Curitibanos o Coletivo Curitiblack promove a atividade de semana da consciência negra “Reparação e Exaltação”. Em Araranguá,  GT PróNEABI-ARA, criado recentemente no campus, realiza o 1º Seminário de estudos afro-brasileiros, indígenas, quilombolas e de ações afirmativas do Campus Araranguá. Também o Grupo Alteritas promoveu no dia 09/11 uma live de abertura de seus estudos sobre Beatriz Nascimento disponível aqui e segue divulgando as ações do mês por meio de suas mídias sociais.

A Coordenadoria de Relações Étnico Raciais e Diversidades (COEMA), recentemente criada, promove neste contexto sua primeira ação pública junto à comunidade universitária e convida a todes para dois dias de ação articulada e multicampi, de modo a fortalecer coletivamente o trabalho de enfrentamento ao racismo institucional.

Inscreva-se aqui! Confira a programação!

 


ATIVIDADE 1: Enfrentamento ao racismo institucional: aquilombar para avançar!

Dia 29/11 14h30 – Acesse o link fazendo sua inscrição aqui.

Atividade ampliada com convidados de movimentos sociais, estudantes, docentes, TAEs e gestores.

  • Apresentação da COEMA/SAAD UFSC
  • Panorama histórico da luta antiracista na UFSC (o protagonismo dos coletivos negros)
  • Apresentação das ações nos campi da UFSC
  • Diálogo sobre articulação institucional no enfrentamento ao racismo contra estudantes.

 

ATIVIDADE 2: Resistências negras nos espaços de poder: o legado de Antonieta de Barros

Dia 30/11 – 14h30 pelo canal do YouTube da SAAD.

Diálogo com a autora Jeruse Romão sobre sua obra “Antonieta de Barros: Professora, escritora, jornalista, primeira deputada catarinense e negra do Brasil” feito por Zâmbia Osório dos Santos (Professora e doutoranda em Educação na UFSC/Grupos Literalise e Alteritas).

 

ATIVIDADE 3: O papel da universidade para o povo preto – entre avanços e desafios.

Mesa redonda com Docentes e Estudante sobre os desafios atuais no ensino superior.

30/11 – 18h30 pelo canal do YouTube da SAAD.

Profª Drª Francis Tourinho – Secretária de Ações afirmativas da UFSC

Profª Ms Andreia Sousa da Silva  – Docente em Biblioteconomia e membro do NEAB/UDESC

Joyce Santos – Graduanda do Curso de Serviço Social da UFSC e membro do Coletivo Magali

 


As atividades contarão com certificação de 08h de participação e serão acompanhadas por Intérpretes de LIBRAS.

Inscreva-se aqui! Mais informações em: coema.saad@contato.ufsc.br

 

COEMA seleciona bolsista PIBE

11/11/2021 17:10

A COEMA é uma nova coordenadoria na Secretaria de Ações Afirmativas. Sua função está relacionada com o fortalecimento das ações de enfrentamento às desigualdades étnico-raciais e sociais de estudantes de graduação e pós-graduação na UFSC. Uma primeira vaga para bolsista está aberta: a bolsa tem por objetivo abrir estágio para estudante de cursos da área da comunicação para atividade junto à coordenadoria. A vaga é destinada exclusivamente para estudantes negros(as), indígenas ou quilombolas. Para participar da seleção, é preciso responder ao questionário https://forms.gle/me4sDPKhRFeoyee17  até dia 15 de novembro. Os candidatos selecionados nesta primeira etapa, passarão por entrevista individual, a ser comunicada via e-mail. O resultado da primeira etapa será divulgado por e-mail e o resultado final, será divulgado no site www.coema-saad.ufsc.br.

Serão atribuições do(a) bolsista:

  • produzir materiais gráficos com foco nas ações afirmativas e relações étnico raciais;
  • participar de ações e estudos de enfrentamento ao racismo institucional;
  • colaborar com processos de comunicação das comissões de validação;
  • criar estratégias de comunicação digital com estudantes, lideranças e movimentos sociais.

São necessários à/ao bolsista:

  • ser estudante regularmente matriculado em cursos de graduação da UFSC;
  • não ter FI no semestre anterior e possuir IAA igual ou superior a 6;
  • ser estudante de cursos de Design, Jornalismo, Tecnologias de Informação e Comunicação;
  • ter 20h semanais disponíveis para o estágio;
  • fazer parte do grupo racial negro, indígena ou quilombola;
  • ter interesse no tema das ações afirmativas e relações étnico raciais;
  • ter habilidades com produção de comunicação digital gráfica e escrita.

Sobre a bolsa:

  • Remuneração mensal: R$ 787,98 (setecentos e oitenta e sete reais e noventa e oito centavos).
  • Vigência da bolsa: dentro do calendário acadêmico de 2021/2. A partir de 17/11/2021 até 17/12/2021 sendo retomada em fevereiro de 2022;
  • A bolsa poderá ser renovada, conforme as disponibilidades orçamentárias;
  • Carga horária: 20h semanais, de forma remota.

Para demais dúvidas, entrar em contato com: coema.saad@ufsc.br.

Nova coordenadoria está em construção

19/10/2021 15:07

Prezades estudantes, sejam bem vindes!

Somos equipe da COEMA – Coordenadoria de Relações Étnico Raciais e Mobilidade Social.

Nós, enquanto equipe, estamos no processo de construção coletiva e queremos fazer isso junto do diálogo com a comunidade universitária. Sabemos de nosso papel junto a estudantes negros e negras, indígenas, quilombolas e de baixa renda e acreditamos que somente juntes poderemos construir ações equânimes que de fato trabalhem por uma universidade mais plural e justa para todes!

Em breve queremos convidar vocês para esta construção!

 

Imagem do Monumento Vitimas do Descobrimento da América Saiba mais em: https://noticias.ufsc.br/2016/08/nossos-monumentos-os-significados-da-homenagem-as-vitimas-do-descobrimento-da-america/ Fotografia de Henrique Almeida (AGECOM).

 

  • Página 3 de 3
  • 1
  • 2
  • 3